Em dois dias um novo ano se iniciará.
2017 tocou a campainha e já está abrindo a porta.
Todo final de ano a gente faz resoluções: ah, ano que vem eu vou comer menos carboidrato; vou praticar meu inglês; vou fazer mais exercícios; ser mais zen; etc.
O meu objetivo em 2017 será ler mais. Simples assim.
Um clichê, eu sei.
É que ontem eu me deparei com uma triste realidade. Entrei na minha conta no GoodReads e descobri que eles fizeram a compilação do que li em 2016. Cliquei feliz no banner, pensei que veria pelo menos uns 10 livros.
Me deparei com 5 livros; bem, agora 6 pois me lembrei da novela Sarrasine de Balzac e forjei uma data para que ele entrasse na minha “vasta” lista de livros lidos.

Gente, 6 livros!!! Não tô conseguindo lidar com isso. Eu faço letras! LETRAS. Trabalho em uma editora! EDITORA! E li menos do que meu irmão que passa o dia jogando Fifa.

Não sei explicar. Falta de planejamento? Talvez. Cansaço psicológico? Eu acho que sim.
Na faculdade a gente tem que ler tanto texto teórico que não nos faz o mínimo sentido. Tanto texto chato!!! Não aguento mais Antonio Candido, Walter Benjamin e cia. A gente perde o tesão pela leitura. Triste.

Mas, 2017 tá aí e eu vou mudar isso. Vocês verão.

O meu “My year in books” no GoodReads de 2017 terá, pelo menos, dez livros. E dessa vez, não precisarei forjar nenhum.

 

 


Salvar

Salvar

Salvar